top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

4 dicas que vão ajudar a voltar para ao trabalho presencial

O trabalho remoto é uma realidade cada vez mais presente nas empresas em geral. Contudo, com a redução significativa nos casos e óbitos causados pela Covid-19 no Brasil, muitos colaboradores precisarão voltar a se deslocar até o escritório. Porém, será que eles estarão, de fato, preparados para o retorno ao trabalho presencial?

Neste artigo, vamos responder a essa pergunta, dando 4 dicas de como facilitar a volta dos colaboradores ao ambiente corporativo. A observância delas será fundamental para que a produtividade do time não seja afetada por fatores como o trânsito e o receio de adoecer ao sair de casa. Boa leitura!

Como retornar ao trabalho presencial?

Após quase dois anos de home office, chegou o momento de retornar, na medida do possível, às mesmas rotinas de antes do isolamento social.

É fato que a empresa precisará se adaptar a esse novo cenário, de modo a evitar, por exemplo, aglomerações internas na companhia.

Para auxiliar nesse processo, acompanhe as subseções a seguir e veja as 4 dicas que preparamos para você!

1. Crie um plano de transição

Dificilmente o colaborador não ficará desconfortável se voltar a trabalhar presencialmente de segunda à sexta. Nesse sentido, uma boa dica é fazer uma transição gradual, de modo que o profissional se desloque de casa duas ou três vezes na semana, permanecendo em home office nos outros dias.

2. Use equipamentos de proteção e faça adaptações ao ambiente físico

Além dos meios já tradicionais de evitar o contágio do coronavírus, a empresa pode adotar também divisórias de acrílico.

Isso se aplica caso a companhia tenha um refeitório ou um lugar onde os colaboradores tomam café, por exemplo.

No escritório, é importante aumentar a distância entre as mesas, além de incentivar o pessoal a usar objetos descartáveis, para evitar o compartilhamento.

3. Adote horários flexíveis

Ainda que seja preciso voltar a trabalhar presencialmente todos os dias, pode-se adotar a flexibilidade de horário.

Na prática, os colaboradores podem fazer rodízios e comparecer em horários alternados ao escritório. Dessa forma, evitam-se os engarrafamentos constantes e, por consequência, diminui-se o risco de contágio pelo vírus.

4. Preserve a saúde mental

É provável que alguns de seus colaboradores tenham lidado com familiares que adoeceram ou faleceram em decorrência da Covid-19. Se este for o caso, a saúde mental deles estará abalada, principalmente em relação a trabalhar presencialmente.

Os casos de depressão e ansiedade cresceram bastante em virtude do isolamento social, exigindo empatia e uma busca por acompanhamento da parte dos gestores. Além disso, é importante avaliar o quesito produtividade.

Em outras palavras, é preciso saber o quanto o colaborador rendeu no home office e verificar se o retorno ao trabalho presencial não afetará a sua performance. É fundamental, portanto, conhecer o time e saber como mantê-lo produtivo e saudável mentalmente, ainda que seja necessário adotar um regime híbrido de trabalho.

O trabalho presencial voltou a ser uma realidade para as empresas, em virtude da redução de casos e óbitos da Covid-19. Para que o retorno seja o mais eficiente possível, é indispensável conversar com a equipe previamente e fazer alinhamentos. Dessa forma, é possível esclarecer os objetivos e as mudanças adotados pela companhia, de modo que ela obtenha os melhores resultados com a volta ao escritório.

Gostou do artigo? Então, aproveite para curtir a nossa página no Facebook!

2 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page