top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

5 principais razões para não ter um servidor local na empresa

Para que uma empresa seja competitiva e atraia clientes de forma contínua, é preciso armazenar todos os seus programas e dados em um servidor. Mais do que isso, ele deve estar seguro contra a ação de indivíduos maliciosos, que estão o tempo todo explorando vulnerabilidades em sistemas e redes empresariais.

Neste artigo, vamos falar sobre as 5 principais desvantagens de um servidor local. Ao longo do texto, falaremos também sobre como contornar tais percalços por meio da computação em nuvem, de modo que a operação na empresa não fique prejudicada ou interrompida. Boa leitura!

O que é um servidor local?

Um servidor local é um equipamento responsável por guardar arquivos de programas, documentos de texto e bancos de dados. Pode ser composto por vários processadores, pentes de memória e discos rígidos, geralmente localizado em um lugar específico da empresa e devidamente climatizado. 

Como funciona um servidor local?

Muitas operações em uma empresa podem ser feitas de forma offline quando há um servidor na nuvem. Para que ele não apresente um mau funcionamento ao longo do tempo, a sala onde o servidor fica deve ser a mais protegida possível. 

Além da temperatura dos equipamentos, a integridade das instalações elétricas do local deve ser considerada. Também é preciso que uma equipe de profissionais esteja ali para manutenções e atualizações nos sistemas armazenados nesse servidor.

Quais as diferenças entre um servidor local e um servidor na nuvem?

Diferentemente de um servidor local, o servidor na nuvem pode dispensar um local específico na empresa para a guarda dos equipamentos. Além disso, a operação passa a ocorrer mediante conexão com a internet, sendo que os dados dos sistemas da empresa podem ser acessados fora de suas dependências.

Outra diferença importante dos dois é com relação à terceirização de serviços relacionados, por exemplo, de segurança da informação e atualização de softwares. A equipe interna de TI pode ser dispensada ou se dedicar a outras atividades do setor, de caráter mais estratégico.

Como é possível observar, o servidor na nuvem pode enxugar consideravelmente a infraestrutura de TI da empresa, reduzindo os gastos envolvidos na manutenção de um servidor local.

Quais as desvantagens de um servidor local?

Por demandar uma infraestrutura de TI mais complexa e precisar de profissionais de TI, é natural que um servidor local gere desvantagens ao negócio. A seguir, vamos falar sobre 5 delas, para você ver quais mais impactam a operação da sua empresa.

1. Menor flexibilidade

Quando a empresa expande as suas operações, a infraestrutura atual tende a ficar obsoleta. Em outras palavras, o crescimento do negócio implica também o aumento de custos relacionados a compra de novos discos rígidos e demais equipamentos de hardware e software. 

Existe também a falta de flexibilidade durante os picos de demanda no servidor e subutilização de recursos. Em relação ao primeiro, se muitos clientes acessam o sistema da empresa ao mesmo tempo, a aplicação tende a ficar instável ou até mesmo cair. Sobre o segundo, a companhia não tem como contrair os recursos de armazenamento e processamento para usá-los conforme as suas demandas de momento. 

2. Maior possibilidade de vírus

A experiência prática mostrou que servidores locais são mais suscetíveis a ataques de vírus do que na nuvem. Quando executados na máquina, arquivos maliciosos tendem a gerar vários estragos e prejudicar a operação da empresa, inclusive fazendo o sequestro de dados e exigindo um pagamento para seu resgate.

3. Necessidade de uma máquina

Dado que é preciso ter um computador central para fazer o papel de servidor, é crucial despender muitos cuidados com ele. A equipe de suporte deve, entre outras coisas, monitorar a situação das placas de vídeo, processadores e memória dessa máquina. Se houver problemas em algum desses dispositivos, pode ocorrer a perda de dados importantes, gerando prejuízos ao negócio.

4. Perda de vendas

É possível que um colaborador esteja em negociação com o cliente e precise fazer uma operação de venda. Se houver algum problema no servidor local, tal ação será abortada e a empresa perderá um pouco de credibilidade com esse cliente. Mesmo se ele voltar a entrar em contato com a empresa, a chance de ele procurar o concorrente nesse meio tempo será maior. 

5. Necessidade de muito esforço por parte da empresa

Como falamos, servidores locais demandam espaço apropriado e colaboradores. Isso implica em uma infinidade de custos, como encargos trabalhistas e preocupação constante com a temperatura dos equipamentos e a instalação elétrica do local.

Além disso, o advento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) tornou os esforços ainda maiores, pois a empresa pode sofrer multas se não resguardar bem os dados dos clientes no seu servidor local. 

Quais as causas de indisponibilidade de um servidor local?

Saber o que causa indisponibilidade permite fazer a documentação desses sinistros e evitar que se tornem recorrentes. Um dos fatores que mais afetam o desempenho dos servidores locais é o superaquecimento de seus componentes. 

Imagine um processador fazendo inúmeros cálculos diariamente em uma empresa de grande porte. Uma boa climatização do ambiente, seguida pelo uso de coolers e a supervisão contínua de profissionais se faz crucial. Outras causas de indisponibilidade estão relacionadas com:

  1. escolhas erradas do tipo de armazenamento do servidor, como SSD e SATA;

  2. perda do SQL, inviabilizando o acesso a bancos de dados da empresa;

  3. negligência humana, sendo que tanto colaboradores da TI quanto os de fora dela estão suscetíveis a isso.

Como resolver esse problema?

Todas as situações citadas aqui podem ser mitigadas com a adoção de um servidor na nuvem. Os custos envolvendo profissionais e infraestrutura de TI, por exemplo, são drasticamente reduzidos, liberando recursos para áreas do negócio que estejam deficitárias ou precisando de investimento.

Além disso, um servidor na nuvem é superior nos aspectos de segurança da informação e flexibilidade, reduzindo o risco de ataques e permitindo um dimensionamento de recursos conforme as demandas do negócio.

Um servidor local, como vimos neste artigo, demanda profissionais, espaço e equipamentos. As desvantagens citadas no texto podem prejudicar a competitividade do negócio e a retenção de clientes, sendo, portanto, um preço alto demais para ser pago pela empresa.

Gostou do conteúdo? Aproveite para visitar e curtir a nossa página no Facebook!

1 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page