top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

Entenda o que é ransomware e saiba como se proteger dos ataques

Com o crescente uso da internet, também deve ser crescente a preocupação com a segurança da informação. Visando obter acesso aos dados pessoais e corporativos, programadores mal-intencionados estão desenvolvendo códigos maliciosos no intuito de sequestrar informações e pedir algo em troca.

O ransomware é um desses códigos e será abordado neste post. Você ficará por dentro de como funciona essa ameaça virtual e terá dicas de como proteger melhor os seus dados, a fim de evitar transtornos, exposição de dados ou até mesmo a perda irreversível deles.

Quer saber como se proteger desse ataque? Continue a leitura!

O que é ransomware?

Basicamente, consiste em um software nocivo responsável por bloquear dados de computadores e servidores. Para fazer isso, ele se utiliza de algum algoritmo de criptografia. Em troca do resgate dos dados que foram sequestrados e criptografados, o hacker costuma cobrar na forma de alguma criptomoeda, em especial o Bitcoin.

Diferentemente de um vírus convencional, o ransomware não é capaz de se autorreplicar de maneira espontânea e desordenada. Ele é um código malicioso que é distribuído pela internet. Sua função é explorar vulnerabilidades nos sistemas operacionais.

Como funciona o ransomware?

A maneira mais comum de um ransomware invadir um dispositivo é por meio de e-mails falsos com anexos de conteúdo malicioso. Após o download e abertura desses arquivos, um programa é instalado e passa a controlar as informações daquele usuário. O Petya, uma das formas mais agressivas de ransomware, explora falhas de segurança nos dispositivos que encontra na rede.

O Leakware ou Doxware é outra variação do código malicioso. Se o resgate dos dados não for feito por parte da vítima, o invasor começa a fazer ameaças de que divulgará as informações confidenciais do disco rígido da pessoa.

Como se proteger do ransomware?

Embora muitos pensem que o sistema operacional Windows é o mais suscetível a ataques de ransomware, ele também foi desenvolvido para atacar dispositivos Linux e Mac. Você pode conferir, nas subseções a seguir, quais são as principais dicas para evitar o extravio de dados.

Fazer backup online

Com baixo custo e pouco trabalho, é possível armazenar os dados corporativos com segurança por meio da nuvem. Assim, uma solução de backup traz uma série de benefícios. Um deles está relacionado ao espaço alocado no servidor, que é em função do plano contratado. Em outras palavras, você só vai contratar aquilo que vai realmente precisar.

Uma solução em nuvem também pode oferecer um software em que as rotinas do backup podem ser gerenciadas. Mais do que isso, esse aplicativo oferece visualização de relatórios e restauração de dados — tudo de forma online — por meio de uma interface amigável e com fácil usabilidade. Os dados para backup podem ser compactados e criptografados, e o envio para o servidor é feito automaticamente.

Antivírus corporativo

Para lidar com os mais variados tipos de ataques virtuais e com um grande volume de dados, um antivírus residencial não seria suficiente. Logo, uma solução corporativa é uma versão mais robusta e oferece como diferencial coisas como:

  1. proteção centralizada;

  2. facilidade na gestão;

  3. proteção contínua;

  4. suporte técnico especializado.

Fazer atualizações nos softwares

Por meio das atualizações de softwares, sistemas operacionais e firewalls, é possível mitigar as falhas de segurança e evitar ataques. A cada nova atualização, os desenvolvedores oferecem novas ferramentas para reforçar a segurança.

Treinar a equipe

Os estelionatários, também conhecidos por phishers, podem enganar alguém na empresa, alegando que trabalham no setor de TI. Isso pode acontecer quando convencem algum colaborador a instalar malwares ou a fornecer informações confidenciais do negócio.

Portanto, orientar a equipe a identificar os e-mails suspeitos antes de abri-los é fundamental. Também é válido frisar a importância de configurar os antivírus dos computadores.

O ransomware é uma ameaça virtual que sequestra dados pessoais e corporativos. Logo, é importante tomar vários cuidados. Por meio de backups guardados em local seguro, softwares atualizados e orientações aos colaboradores para não abrir e-mails de conteúdo duvidoso, é possível reduzir consideravelmente o risco de invasão nos dados.

O que achou deste conteúdo? Não saia do nosso blog sem antes deixar a sua opinião nos comentários!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page