top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

Entenda por que a compatibilidade de soluções é tão importante

Um dos pontos mais importantes em um projeto de implementação de infraestrutura de TI é a compatibilidade de soluções. É importante que os sistemas legados, até aqueles com maior longevidade, sejam legíveis e reconhecidos.

Outro fator importante em relação à integração e compatibilidade é a necessidade de os softwares harmonizarem com os hardwares, mesmo em plataformas diferentes, fazendo com que as aplicações se complementem. Para garantir o bom funcionamento de tudo, é necessário que sejam mantidas práticas claras para garantir a manutenção e gestão de forma contínua.

Neste post, vamos entender por que a compatibilidade é tão importante para a usabilidade e produtividade. Confira!

Por que é importante pensarmos em compatibilidade?

Um dos problemas mais comuns quando fazemos o upgrade de um sistema operacional, de um smartphone ou PC, são os problemas de compatibilidade. Isso acontece quando o desenvolvedor não considera essa adequação, prejudicando a experiência do usuário.

Um bom exemplo foi quando a Apple incompatibilizou os apps 32 bits com o iOS 11. Isso causou uma reação em cadeia, com a incompatibilização de vários apps. Mesmo após as medidas de contenção promovidas pela Apple, ainda ficaram mais de 186 mil aplicativos inutilizados. Uma mudança abrupta dessas pode fazer com que uma empresa fique improdutiva por dias.

Como a falta de compatibilidade prejudica a produtividade?

Um bom exemplo do prejuízo que a incompatibilidade pode causar é em relação aos softwares de escritório. Em uma empresa, é importante que os documentos sejam produzidos em um formato padrão, para que facilite a integração.

Mas vale lembrar que recebemos documentos que vêm de fora, de clientes ou fornecedores. Utilizar a aplicação que melhor se integre a essas situações facilita o trabalho e aumenta a produtividade.

Importância da compatibilidade entre plataformas

É normal que as empresas utilizem plataformas que se adaptam aos seus modelos de negócios, utilizando os mais diversos dispositivos para várias finalidades. O foco deve ser sempre utilizar ou criar aplicações que se adaptem a todas essas plataformas.

Por exemplo, em relação à produção de documentos, se a empresa optar pelo Office 365, estará se adequando a vários cenários, pois terá como acessar de Windows, macOS, iOS e Android.

Mas se pensarmos em usabilidade e na necessidade de novas aplicações, misturar dispositivos da Apple com da Microsoft será a melhor opção em termos de produtividade? O uso de um iPhone e MacBook torna a sincronização das informações muito mais fácil e prática do que usar um iPhone e notebook Asus, por exemplo.

Já o Android, por ser um sistema mais aberto, pode se integrar melhor para as empresas que utilizam sistema operacional Windows ou Linux. Tudo isso deve ser pensado e preconizado na idealização de uma boa infraestrutura.

Como melhorar a compatibilidade de soluções na minha empresa?

A melhor maneira de melhorar a compatibilidade de soluções em sua empresa é fazendo um mapeamento dos ativos de TI e analisando a relação entre softwares e dispositivos. Além da usabilidade, é importante avaliar a integração possível entre os dados que serão gerados e a sincronização entre os sistemas.

Se sua empresa não conta com profissionais qualificados para fazer esse mapeamento, uma boa solução pode ser a contratação de um parceiro especializado. Eles terão o conhecimento necessário para reavaliar e indicar as melhores soluções para a sua infraestrutura.

Como vimos, a compatibilidade de soluções, apesar de não ser um tema tão debatido, se tornará cada vez mais importante. A transformação digital ampliou a infraestrutura de TI das empresas, exigindo que elas já sejam projetadas pensando em compatibilidade, integração e personalização. Esse é o primeiro passo das empresas inteligentes, que visam ao futuro.

Gostou do post? Diga nos comentários se a sua empresa trabalha a questão da compatibilidade e quais dispositivos utiliza.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page