top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

Entenda quais os tipos de computação em nuvem e como se diferenciam

Computação em nuvem: o que você sabe sobre essa tecnologia? Ainda que o termo nuvem possa parecer vago, ele nos leva à melhor figura de linguagem para explicar o que é a nuvem e como ela funciona. Chamamos de computação em nuvem uma tecnologia que, como as outras, depende de hardware e servidor físico, mas que é operada por terceiros fora das premissas.

A diferença em arquitetura e a larga capacidade de armazenamento acessíveis pela internet dão aos vários tipos de computação em nuvem a sua fama.

Mas você sabe quais são os tipos diferentes de nuvem, as vantagens em cada um deles e como escolher o melhor para a sua empresa? Confira em nosso guia o conceito e as diferenças entre a nuvem pública, a nuvem privada e a nuvem híbrida.

Nuvem pública

Antes de começarmos a falar sobre a diferença entre os três tipos de computação em nuvem, devemos estabelecer o seguinte: todas elas compartilham vantagens. Ou seja, um negócio que opta em migrar para a nuvem para economizar, por exemplo, o fará na nuvem pública ou privada — a diferença é quanto.

Nuvem pública é o termo estabelecido para designar serviços oferecidos por grandes empresas como a Google, a Microsoft e a Amazon. Infraestruturas de nuvem que são compartilhadas por milhares de usuários ao redor do mundo e não são exclusivas a nenhum deles.

Nuvens públicas têm um espaço gigantesco disponível, excelente escalabilidade e são as ideais para projetos colaborativos. Aplicações portáteis podem ser instaladas nelas e facilmente movidas para outras nuvens na etapa de produção.

Em geral, nuvens públicas vêm também com pacotes de serviços e recursos de computação à parte, o que as tornam um produto mais atraente. Pense, por exemplo, no Google Docs ou no Google Spreadsheets como exemplo disso em funcionamento.

A principal vantagem da nuvem pública é o modelo pay-as-you-go, em que o cliente pode ajustar tanto o espaço de armazenagem quanto o custo total da nuvem com alguns cliques e por conta própria.

Nuvem privada

Nuvens privadas, por outro lado, são tipos de computação em nuvem exclusivas para uso de um único cliente. Elas residem atrás de potentes firewalls e são parte dos ativos de uma organização. Essas nuvens podem ser construídas inteiras com requisitos locais ou implementadas por um provedor de colocation, e apenas usuários autorizados podem construir aplicações nelas ou armazenar seus arquivos.

As nuvens privadas são soluções bastante seguras e fáceis de controlar, mas que custam muito mais caro do que as nuvens públicas. A empresa que é proprietária da nuvem é a responsável tanto pela infraestrutura (hardware) quanto pela ferramenta (software), e precisa investir bastante dinheiro para vê-la funcionar.

Especialmente úteis em setores ultracompetitivos e para grandes empresas que seguem normas de compliance bem específicas, a nuvem privada é menos versátil e só pode ser expandida com a aquisição de mais equipamento.

Nuvem híbrida

As nuvens híbridas combinam o melhor dos dois mundos: a versatilidade da nuvem pública na expansão de capacidade e tamanho e a privacidade obtida nas nuvens privadas.

Para fazer isso, são combinadas nuvens públicas e privadas em um único sistema, desenhado para que elas interajam sem problemas entre si e sejam mais versáteis para o consumidor.

Em nuvens híbridas, por exemplo, é possível usar software proprietário, como o Office 365, e armazenar os dados gerados por eles por trás de firewalls. Isso garante ambas as ferramentas de trabalho modernas e proteção para os dados da empresa.

Um tipo específico de nuvem híbrida que vem ganhando espaço no mercado é a multi-cloud, em que serviços de vários provedores são combinados para oferecer a melhor capacidade produtiva possível para os negócios.

A computação em nuvem é uma tendência forte entre as empresas, porque ela ajuda a economizar dinheiro no longo prazo e torna mais simples escalar as operações. Mais e mais negócios têm se voltado para a nuvem na hora de construir suas infraestruturas, e conhecer os tipos de computação em nuvem é fundamental para isso.

Quer ficar por dentro da computação em nuvem e de outros assuntos importantes em tecnologia? Assine a newsletter agora mesmo e não perca as principais atualizações do nosso blog!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page