top of page
  • Foto do escritorArnaldo Paes de Andrade

O que são servidores virtuais e quais vantagens trazem para as empresas?

Quando a infraestrutura de servidores físicos de uma empresa passa a ter custos muito elevados, a virtualização pode ser uma boa saída.

Outro problema que esse modelo físico apresenta é a falta de flexibilidade, de modo que, se houver muitas requisições simultâneas, os sistemas podem apresentar instabilidade ou até mesmo saírem do ar.

Os servidores virtuais, como veremos a seguir, oferecem várias vantagens. Com eles, a empresa consegue contornar alguns entraves que prejudicam as suas rotinas operacionais e, por consequência, o atendimento aos clientes.

Ficou interessado em aumentar os seus conhecimentos sobre o tema? Continue, então, a leitura do nosso artigo até o final!

O que são servidores virtuais?

Quando falamos nesse tipo de servidor, estamos nos referindo a uma técnica responsável por dividir um físico em vários virtuais. O objetivo da virtualização é evitar a ociosidade dos recursos tecnológicos de uma empresa, no intuito de diminuir desperdícios.

Isso é feito porque cada partição (servidor virtual) executa de forma independente os seus aplicativos e sistema operacional. A consequência disso é que a capacidade de cada uma das partes aumente bastante, trazendo melhorias em relação à infraestrutura física dos servidores.

Essa técnica é bastante útil, portanto, para empresas de pequeno e médio porte.

Como funcionam os servidores virtuais?

Para ocorrer a virtualização, é preciso instalar no servidor físico o sistema operacional responsável pelo seu particionamento.

Cada uma das partes se torna, portanto, uma máquina virtual, e o sistema operacional usado se chama hypervisor. Além disso, cada partição pode ter capacidades diferentes de armazenamento e processamento, permitindo o uso sob demanda.

Para entender melhor esse funcionamento do servidor virtual, imagine um servidor com 20 GB de armazenamento. Logo, podemos ter, por exemplo, 4 máquinas virtuais com capacidade máxima de 5 GB cada — porém, vale ressaltar que esses recursos não podem ser usados, de forma simultânea, em sua totalidade.

Como a virtualização se diferencia da computação em nuvem?

Apesar de ambos funcionarem online, é preciso entender que, no caso dos servidores virtuais, ocorre somente a substituição da infraestrutura física por uma virtual, de modo que o seu funcionamento é exatamente igual ao seu correspondente físico.

Já a nuvem consiste no uso de vários equipamentos físicos que enviam e recebem dados por meio de conexão via IP ou uma rede wireless.

Em suma, a virtualização é uma técnica e a computação em nuvem é uma solução: ambas podem atuar em conjunto, sendo que a cloud computing é o meio que possibilita a uma empresa ter o acesso aos servidores virtuais.

Quais são as vantagens dos servidores virtuais?

Como falamos no início do texto, uma infraestrutura física de servidores pode elevar bastante os custos de uma empresa.

Isso porque os equipamentos demandam cuidados relacionados, por exemplo, com a temperatura, que deve ser monitorada no intuito de evitar superaquecimento e perda de dados.

No entanto, a virtualização pode mitigar esses e outros problemas, além de apresentar várias outras vantagens. Para conhecê-las melhor, acompanhe os tópicos a seguir!

Redução de custos

Como era de se esperar, a virtualização ajuda o negócio a reduzir custos não só com a manutenção dos equipamentos, mas também com a conta de energia e com o investimento nos profissionais de TI responsáveis por esse monitoramento.

Outro ganho considerável que a empresa tem é com a economia de espaço, uma vez que os servidores virtuais estão fora da companhia, reduzindo bastante a demanda por equipamentos de hardware que exigem atenção redobrada quanto ao superaquecimento e à instabilidades da rede elétrica, por exemplo.

A virtualização também implica em custos menores no sentido de a empresa pagar menos por softwares e suas licenças. Isso porque a manutenção e atualização desses programas passa a ser feita por profissionais de TI qualificados.

Por fim, servidores virtuais eliminam desperdícios de recursos da empresa, uma vez que a contratação do serviço é feita sob demanda. Em outras palavras, se a companhia precisar de recursos adicionais em um determinado período, o pagamento será proporcional ao que for utilizado.

Rapidez na implantação do servidor

Para transformar um servidor físico em virtual, é preciso apenas alguns minutos. Essa rapidez gera vários impactos positivos ao negócio, que não precisa mais interromper as suas operações para que ocorra essa virtualização.

Consequentemente, os sistemas ficam disponíveis por mais tempo, sem prejudicar as rotinas de atendimento ao cliente, bem como contatos com fornecedores e parceiros de negócio. 

Segurança

Servidores virtuais contribuem para a maior segurança dos dados por meio de mecanismos como backups, firewalls e gestão de desastres.

Dessa forma, a empresa pode ficar despreocupada, pois as informações da companhia ficarão resguardadas por profissionais capacitados e especializados. Com isso, as chances de um indivíduo malicioso acessar ou sequestrar dados passam a ser mínimas.

Recuperação ágil

Mesmo quando os dados estão seguros, é preciso que, em caso de algum sinistro, eles sejam recuperados rapidamente. Caso contrário, a empresa pode ter prejuízos e gerar insatisfação aos seus clientes.

Nesse sentido, a virtualização faz essa recuperação com muito mais agilidade do que o modelo físico. Ainda, quando uma máquina virtual apresentar mal funcionamento, outra partição é usada em seu lugar, garantindo a disponibilidade dos serviços e a proteção dos dados.

Maior produtividade

Quando os servidores são virtuais, a consequência é que a quantidade deles diminui. Isso significa que a equipe de TI passa a se preocupar menos com eles, o que os faz ter mais tempo para se dedicar às rotinas mais estratégicas, como o levantamento de dados do negócio e outros aspectos de tecnologia do setor.

Logo, ocorre um aumento considerável de produtividade, uma vez que os profissionais de TI começam a melhor direcionar os seus esforços para pontos considerados críticos do negócio.

Como vimos, os servidores virtuais possuem várias vantagens. Para iniciar a virtualização na empresa, é preciso conhecer as demandas do negócio e fazer o levantamento dos custos atuais de manter uma infraestrutura física de servidores.

Além disso, contar com uma empresa especializada, como a 4biit.com, faz toda a diferença. Oferecemos soluções que possibilitam a transformação do modelo de administração tradicional e do suporte de redes corporativas, proporcionando maior segurança aos dados do seu negócio e maior produtividade à sua equipe.

Gostou do artigo? Para conhecer melhor as soluções da 4biit.com, entre em contato conosco agora mesmo e fale com um de nossos especialistas!

0 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page